Os Comités Locais de Abastecimento e Produção (CLAP) nasceram como ferramenta político-social para fortalecer a organização popular, expressou esta terça-feira o líder do Centro de Controlo Nacional para esta instância, Freddy Bernal.

“Não associamos os CLAP a uma bolsa social. Nesta altura estamos a aperfeiçoar a distribuição, abraçando um conceito de organização, produção e controlo territorial. Os CLAP são uma ferramenta política de organização popular”, indicou durante o programa “A Hora dos CLAP”, transmitido pela Rádio Miraflores.

Bernal anunciou que se está a preparar um programa de televisão dos CLAP, que será transmitido pela ViveTV, para fortalecer a linha comunicativa e para “dar visibilidade ao trabalho de produção, distribuição, organização e mobilização” dos comités.

“Vamos articular a revista com o programa de rádio e o com o programa de televisão”, acrescentou Bernal.

Anunciou também que já foi aprovado um orçamento de 11.300 milhões de bolívares para impulsionar a produção de alimentos e de produtos de higiene dos 11.000 CLAP já constituídos em todo o país.

Recordou que as salas de controlo permitirão optimizar o funcionamento e evitar quaisquer distorções em qualquer um dos comités.

AVN

0 comentários:

Propósito

1 – Apoiar a Revolução Bolivariana, a qual tem provado repetidamente a sua natureza democrática, na luta para libertar os oprimidos da Venezuela.

2 – Defender a Revolução contra os ataques do imperialismo e dos seus agentes locais, a oligarquia venezuelana.

3 – Apoiar a nova confederação sindical, UNT, como sendo a legítima voz do movimento trabalhista.

4 – Rebater as distorções e as mentiras da comunicação social acerca da Venezuela e mobilizar o máximo de apoio possível na defesa destes pontos.

Seguir por e-mail

Hands Off Venezuela

Arquivo

Com tecnologia do Blogger.