O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu hoje às Nações Unidas uma transformação profunda dos sistemas económicos, atualmente representandos pelo FMI e pelo Banco Mundial, para que seja possível atingir as metas propostas até 2030.

"Devemos preparar-nos para uma agenda comum, sem guerras imperialistas", disse.

Nicolás Maduro intervinha em Nova Iorque, Estados Unidos, na 70ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas.

Nos próximos 15 anos "apresentam-se-nos grandes desafios para a consolidação da paz mundial, novas relações económicas justas, equitativas, a construção de modelos sociais", disse.

No entanto, alertou Maduro, "só uma transformação profunda dos sistemas económicos, só uma mudança absoluta e total dos sistemas impostos pelo pensamento único neoliberal", representados pelo Fundo Monetário Internacional e pelo Banco Mundial, permitirão a viabilidade económica e a sustentabilidade das metas propostas pela ONU até 2030.

No seu discurso, Nicolás Maduro mencionou também a "trágica história" que se regista atualmente, considerando que as ondas migratórias são o maior êxodo mundial registado pela Agência da ONU para os Refugiados.

Sublinhando que os migrantes fogem da miséria e da dor pe procuram uma linha de paz, o Presidente venezuelano culpou "as guerras injustas e a tentativa de controlo do mundo" para impor uma hegemonia aos povos que ocorrem em países como a Líbia, o Iraque, o Afeganistão e a Síria.

0 comentários:

Propósito

1 – Apoiar a Revolução Bolivariana, a qual tem provado repetidamente a sua natureza democrática, na luta para libertar os oprimidos da Venezuela.

2 – Defender a Revolução contra os ataques do imperialismo e dos seus agentes locais, a oligarquia venezuelana.

3 – Apoiar a nova confederação sindical, UNT, como sendo a legítima voz do movimento trabalhista.

4 – Rebater as distorções e as mentiras da comunicação social acerca da Venezuela e mobilizar o máximo de apoio possível na defesa destes pontos.

Seguir por e-mail

Hands Off Venezuela

Arquivo

Com tecnologia do Blogger.